Webnode

 

 

 

PRESSÃO INTRACRANIANA (PIC)

 

 

Tratamento tido como "padrão-ouro" para tratamento da PIC inclui:

-> monitorização da PIC

->monitorização PAM

->monitorização temperatura.

 

A PIC interfere com FSC ( fluxo sanguineo cerebral ) por ser um determinante da pressão de perfusão cerebral.

( PPC = PAM - PIC )

 

 

  Valores normais:

 

PIC < 10mmHg - valor normal

 

PIC entre 11 e 20 mmHg - levemente elevada


PIC > 41mmHg - gravemente elevada

 

Obs.: mm Hg = milímetros de mercúrio

 

º Em pacientes conscientes,o quadro clínico pode sugerir PIC elevada,mas na maioria dos pacientes em coma ou sedados não é possivel estimar PIC pelo exame clínico. A TC ( tomografia computadorizada) e o exame fundo de olho são de grande auxílio nesse diagnóstico;entretanto,quando normais,não excluem hipertensão intracraniana.

 

 

CATETER  

 

 

  MONITOR  PIC       

 

  

 

 VANTAGENS DA MONITORIZAÇÃO DA PIC

 

 

->  Detectar  precocemente a elevação da PIC,permitindo a suspeita das lesões com efeito de massa e com risco de herniação.

 

->   Limitar uso indiscriminado de tratamento para reduzir a PIC.

 

->   Quando em posição ventricular,permitir  a drenagem liguor e controle PIC.

 

->   Auxilia na determinação do prognóstico.

 

 

 

  INDICAÇÃO DE MONITORIZAÇÃO PIC NO TRATAMENTO TCE GRAVE

 

 

º  Glasgow < 9,com tc de crânio normal, se ao menos dois do itens abaixo estiverem presentes.

 

>      IDADE > 40 ANOS

>      PRESSÃO ARTERIAL SISTÓLICA < 90mmhg

>      POSTURA ANORMAL ( UNI OU BILATERALMENTE)

>      Nas situações descritas acima ,a hipertensão intracraniana se desenvolve em 53% a 63% das vezes.

 

  

 Monitorização ideal é intraventricular pois permite drenagem de liguor com controle da pressão intracraniana e a recalibração do sistema com cateter em posição.

   Já parenquimatosa,subaracnóidea,subduras não drenam liguor.

 

 

     Observação:  Estas são recomendações para monitorização de PIC que deverão  ser  seguidas sempre que o caso preencha esses critérios.Entretanto,as indicações não se restringem a elas,outros fatores,como mecanismo de trauma,condições clínicas associadas e gravidade das lesões,poderão participar na decisão de monitorizar a PIC.

   Por exemplo,pode-se indicar monitorização da PIC em pacientes conscientes que apresentem lesões traumaticas com efeito de " massa ".

   PIC pode ser medida utilizando-se cateter de fibra óptica ( FO ) ou cateteres de polietileno ou silicone preenchidos com fluido ( CF ) conectados a transdutores de pressão.

 

 

 Em alguns casos pode se intalar além cateter PIC o DVE (Derivação Ventricular Externa).

 

 

 

o DVE (Derivação Ventricular Externa).

 

 

 

 

 

Distúrbios que causam elevação da PIC

 

-> Ampliação do volume cerebral ( hematomas epidurais,subdurais,abscessos ou aneurismas )

 

-> Edema cerebral associado ao TCE

 

-> Aumento volume sanguineo (hipercapnia - elevação PCO2 (hipoventilação) significa vasodilatação dos vasos cerebrais e ampliação fluxo sanguíneo do cerebro-aumenta PIC.

 

-> Aumento do volume de LCR (produção exagerada,Absorção reduzida,obstrução da circulação do LCR) Lembrando que cerca de 400 a 500ml de LCR são formados diariamente,ou cerca de 20ml/h.

 

 

Fatores que contribuem para elevação PIC

 

-> Hipercapnia

-> Agitação

-> Aspiração

-> Ajustes inadeguados da protese ventilatória

-> Hipoxemia

-> Secreção

-> Posição leito

-> Dor

 

Tratamento da elevação PIC

 

-> Analgesia,sedação conforme prescrição médica ( dor,ansiedade,agitação elevam PIC)

-> Controle da pressão arterial ( hipotensão está diretamente relacionada com isquemia cerebral,a PAM deve ser mantida sempre acima de 90mmhg com pressão de perfusão cerebral acima de 70mmhg).

-> Reposição de liquidos conforme prescrição médica

-> Hiperventilação ( redução da PACO2 causa vasoconstrição)

-> Bloqueio neuromuscular ( utilizado em alguns casos para evitar comportamentos que contribuam para elevação PIC)

-> Diurético osmótico ( manitol usado para reduzir os liquidos interticiais do cerebro)

->Controle das convulsões

-> Controle da temperatura ( cada elevação de 1ºc da temperatura corporal eleva fluxo sanguineo do cerebro em 5 a 6 %.

 

 

Care of the Patient Undergoing Intracranial Pressure Monitoring/ External Ventricular Drainage or Lumbar Drainage

Revised December 2011, by the American Association of Neuroscience Nurses.

PDF: Intracranial Pressure Monitoring.pdf (1,4 MB)

 

 

 

            Recomendação bilbiografica:  ELIAS KNOBEL - TERAPIA INTENSIVA - NEUROLOGIA

             Cuidados intensivos /Nancy H. Diepenbrock

 

<===============. MAGRIM .=============><========.ENFERMEIRO.==========>