Webnode

Cuidados Intensivos de Enfermagem ao Paciente com Dreno de Tórax

 

CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Drenagem Torácica: esvaziamento de conteúdo líquido ou gasoso patologicamente retido na cavidade pleural.

 

 

TUBOS TORÁCICOS

 

Os tubos torácicos são usados em clientes nos quais é necessário retirar o conteúdo líquido ou gasoso patologicamente retido na cavidade pleural ou mediastínico.

Os diâmetros dos tubos são aferidos em medida francesa (F) (French).Os tubos mais calibrosos (20F a 36F) são usados para drenar sangue e secreções espessas,enquanto os mais finos (16F a 20F) são utilizados para retirar ar.Os sistemas de drenagem torácica podem ter um,dois ou três frascos cheio de água.O princípio é igual em todos eles,a vedação aquática com selo d’ água usa uma válvula unidirecional que possibilita que o ar deixe a cavidade pleural mas impede que volte,mantendo,desse modo,pressão negativa.


 

CLICK NA IMAGEM

 

Tubo cilíndrico em PVC cristal flexível, transparente, superfície lisa, atóxico ,com linhas radiopacas em toda sua extensão .

 

 

Material para drenagem torácica

 

  • Mesa auxiliar
  • Foco auxiliar
  • Caixa pequena cirurgia padronizada pela instituição
  • Drenos tórax compatível com a finalidade
  • Gazes estéreis
  • Fios de sutura
  • Seringas e agulhas
  • Solução anti-séptica
  • Luvas estéreis
  • Capote
  • Gorro cirúrgico
  • Máscaras
  • Anestésico local a 2% sem vasoconstritor
  • Lâmina de bisturi de acordo com cabo de bisturi
  • Frascos de sistema de drenagem
  • Soro fisiológico para preenchimento do frasco ou frascos
  • Fita adesiva
  • Recipiente para lixo

 

 

Cuidados de enfermagem na Assistência á Drenagem Torácica

 

  • Lavar as mãos,reunir material e levar para beira leito
  • Dispor material sobre mesa auxiliar
  • Auxiliar o médico no posicionamento do tórax a ser drenado;elevar acima da cabeça e restringir o braço no lado a ser drenado
  • Colocar sobre campo estéril ,fio de sutura,lâmina de bisturi e cateter de drenagem.
  • Segurar anestésico para que o médico possa aspirar o conteúdo sem contaminar
  • Despejar solução anti-séptica na cuba rim
  • Ajustar foco luz
  • Atender paciente e o médico durante procedimento
  • Preencher o frasco de drenagem com SF 0,9% conforme orientação médico
  • Após introdução dreno ,auxiliar na conexão deste á extremidade distal do sistema sem contaminar
  • Após termino do procedimento,descartar material perfuro cortante em recipiente especial(descarpack) e os demais no lixo hospitalar
  • Fazer curativo no local da inserção
  • Registrar todo material utilizado,deixar paciente e a unidade em ordem
  • Identificar curativo com data,hora,nome do realizador e anotar no prontuário
  • Lavar mãos
  • Ligar para o setor de raio-x para realização de raio-x de tórax. (confirmar posicionamento do dreno tórax)

 

 

Cuidados Intensivos de Enfermagem

 

  • Lavar as mãos,secar e fazer anti-sepcia com álcool 70% ( ou seguir protocolo de cada instituição)
  • Preencher o selo d´água com 300 ml de soro fisiológico 0,9%, ou 500 ml da mesma solução.( ou seguir protocolo da sua instituição)
  • Após-instalação do dreno, a mensuração dos débitos dos drenos deverá ser feita a cada 6 hora ou intervalos menores caso haja registros de  débitos superiores a 100 ml/hora.( casos de conteúdo liquido ).
  • A mensuração deverá ser feita colocando uma fita adesiva ao lado da graduação do frasco, onde o técnico de enfermagem deverá marcar com uma caneta o volume drenado marcando também a hora da conferência
  • A troca do selo d´água deverá ser feita a cada 12h.
  • Clampeiar o dreno para que não haja entrada de ar para a cavidade torácica e após a troca, lembrar sempre que o dreno deve ser desclampeado.
  • Os curativos na inserção dos drenos devem ser trocados diariamente utilizando os produtos preconizados pelo Serviço de Infecção Hospitalar de cada instituição
  • Colocar frasco de drenagem no piso,dentro de suporte,próximo ao leito do paciente,ou dependurá-lo na parte inferior do leito,evitando-se desconexões acidentais ou tombamento do frasco.
  • "Ordenhar" ou massagear a tubulação na direção do frasco coletor de drenagem,de 2 em 2horas ou conforme protocolo da instituição.
  • Nunca elevar frasco de drenagem acima do tórax sem ser clampeado.
  • Lavar as mãos,conforme após procedimento e sempre que houver necessidade de "ordenhar" tubulação.

 

 

 

                    PNEUMOTÓRAX  BILATERAL

                                      (CLICK NA IMAGEM)

 

  PÓS-DRENAGEM

                                        CLICK NA IMAGEM

 

  Hemotórax

                                           CLICK NA IMAGEM

 

 

 

Referência bibliográfica:

 

Nancy H. Diepenbrock. Cuidados Intensivos. 1 ed.Rio de Janeiro:LAB,2005.

 

Souza,Virginia Helena Soares de. Manual do Ambiente Hospitalar.3ed.Rio de Janeiro.2009

 

Pohl FF, Petroianu A. Tubos sondas e drenos. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

 

Polly e. parson et al.Segredos em Terapia Intensiva. 4ª edição.Elsevier, 2009

 

Motta ALC. Normas, rotinas e técnicas de enfermagem. São Paulo: Iátria; 2003.

 

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

 

Nishida, Gustavo et al. Cuidados com o sistema de drenagem torácica em adultos internados no Hospital Universitário Regional de Maringá, Estado do Paraná, Brasil. Acta Scientiarum. Health Sciences. Maringá, v. 33, n. 2, p. 173-179, 2011

PDF:periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHealthSci/article/view/8877/pdf

 

Andrelisa V. Parra et al.Retirada de dreno torácico em pós-operatório de cirurgia

Cardíaca. Arq Ciênc Saúde 2005 abr-jun;12(2):116-19

PDF:www.cienciasdasaude.famerp.br/racs_ol/Vol-12-2/10.pdf

 

Boas Práticas - Dreno de Tórax

Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo,2011

PDF: inter.coren-sp.gov.br/sites/default/files/dreno-de-torax.pdf

 

Cipriano, Federico Garcia; Dessote, Lycio Umeda. Drenagem Pleural. Medicina (Ribeirão Preto) 2011;44(1): 70-8

PDF:www.fmrp.usp.br/revista/2011/vol44n1/Simp8_Drenagem%20Pleural.pdf

<===============. MAGRIM .=============><========.ENFERMEIRO.==========>